A fome que destrói

  A criança estava suja e mal vestida. Seu estômago roncava ferozmente: tinha fome. Ela andava pelas ruas procurando algo – qualquer coisa – que pudesse comer, quando avistou uma mercearia. Iria suplicar por um alimento, não importava qual fosse, desde que enganasse seu estômago. Poderia ser uma bala qualquer, não teria problema… Entretanto, o […]

No calar da noite

O suor escorria incontrolavelmente pelo seu rosto. Seus batimentos cardíacos estavam acelerados. Sua respiração, ofegante. O cansaço era evidente. O motivo? Ah, é simples(e complexo ao mesmo tempo): A maratona em que ele se encontrava era terrivelmente exaustiva. Mas talvez não seja a que você esteja pensando, porque a corrida em que ele estava não […]

Pelos muros da cidade

‍   Os muros pintados pela cidade mostravam cores que iam além da mera percepção ocular. As paredes que serviam de abrigo para aquelas mensagens anunciavam pinturas que pincelavam uma realidade invisível aos olhos de quem era cego por dentro. Manifestações gráficas de liberdade e de sentimentos que antes pertenciam apenas aos autores dessas mensagens, […]

Hipnose

Como um zumbi, caminhando sem rumo Seguindo instintos sem distinção Distraído, impaciente e indeciso Às vezes parece a salvação da extinção Andar em reflexão pelas ruas vazias Sem cores, sem vidas Imerso em pensamentos sem fundamentos Enchimentos De pensamentos Sem fundamentos Alimente essa ocasião Aumente essa frustração E a mente, essa, causa destruição Evidentes, então, […]

Mais do mesmo

Mais do mesmo Houve uma violação na calada da noite Relaxe, não foi de cofre ou de casa… mas foi de açoite No corpo e na alma de uma moça Que teve sugada sua força Foi na Rua Três Quartos E em três quartos ouviu-se o grito de desespero História impactante, final chocante (pra quem?) […]