Autor: Miguel Araujo

No calar da noite

No calar da noite

O suor escorria incontrolavelmente pelo seu rosto. Seus batimentos cardíacos estavam acelerados. Sua respiração, ofegante. O cansaço era evidente. O motivo? Ah, é simples(e complexo ao mesmo tempo): A maratona em que ele se encontrava era terrivelmente exaustiva. Mas talvez não seja a que você esteja pensando, porque a corrida em que ele estava não …

+ Ler mais

Pelos muros da cidade

Pelos muros da cidade

‍   Os muros pintados pela cidade mostravam cores que iam além da mera percepção ocular. As paredes que serviam de abrigo para aquelas mensagens anunciavam pinturas que pincelavam uma realidade invisível aos olhos de quem era cego por dentro. Manifestações gráficas de liberdade e de sentimentos que antes pertenciam apenas aos autores dessas mensagens, …

+ Ler mais

Esqueceram de Nós

Esqueceram de Nós

Lucas estava em uma tarde simplesmente espetacular. Ninguém do time adversário conseguia tirar a bola dos seus pés, pois o garoto tinha uma habilidade impressionante e passava pelos seus marcadores com facilidade. Os dribles eram constantes, assim como o sorriso estampado no rosto do menino. Não demorou muito para que conseguisse marcar seu 5º gol …

+ Ler mais

Hipnose

Hipnose

Como um zumbi, caminhando sem rumo Seguindo instintos sem distinção Distraído, impaciente e indeciso Às vezes parece a salvação da extinção Andar em reflexão pelas ruas vazias Sem cores, sem vidas Imerso em pensamentos sem fundamentos Enchimentos De pensamentos Sem fundamentos Alimente essa ocasião Aumente essa frustração E a mente, essa, causa destruição Evidentes, então, …

+ Ler mais

Mais do mesmo

Mais do mesmo

Mais do mesmo Houve uma violação na calada da noite Relaxe, não foi de cofre ou de casa… mas foi de açoite No corpo e na alma de uma moça Que teve sugada sua força Foi na Rua Três Quartos E em três quartos ouviu-se o grito de desespero História impactante, final chocante (pra quem?) …

+ Ler mais

Como um estalo

Como um estalo

Senta na sua cadeira de plástico, passa as mãos na cabeça e suspira lentamente. Olha para os lados, observa as fotos postas na sua parede e escuta o som do silêncio. Pensa em voz alta, embora ninguém escute, encara a tela do computador e eleva a xícara de café até sua boca. Se prepara para …

+ Ler mais

Reflexão

Reflexão

Abriu os olhos e a primeira coisa que viu foi o teto de seu quarto. Um gesso desgastado, com marcas de sujeira aqui e ali e com uma pintura já antiga, quase que clamando por uma renovação. Levantou suavemente a cabeça e olhou pela janela, tentando enxergar a paisagem que se encontrava a sua frente. …

+ Ler mais

Crescer alguém na vida

Crescer alguém na vida

Uma frase, quatro palavras, quinze letras e uma responsabilidade enorme nas suas costas: “Ser alguém na vida”. Você já escutou esse enunciado antes, não é? Não precisa mentir, seu segredo estará guardado comigo. Relaxe, você não é o único. Todos nós já escutamos isso em algum momento de nossas vidas. Repetidas vezes, até. Desde que …

+ Ler mais

O amor é cego(ou cega?)

O amor é cego(ou cega?)

Meu coração bateu acelerado na primeira vez em que olhei diretamente nos seus olhos. Ele soltou um sorriso meio tímido, como se não quisesse deixar transparecer que também estava, ainda que fosse pouco, nervoso. Analisei mentalmente todas as suas feições, sua postura e a aura que conseguia sentir sendo exalada por aquela pessoa. Senti, instantaneamente, …

+ Ler mais

Por que(m) não?

Por que(m) não?

“Observando aquele cenário, não consegui não me encantar. Todas as flores, as árvores, aquela praça limpa e cheia de vida, o farfalhar das folhas ouvido ao longe… Era realmente incrível toda aquela atmosfera. E você estava lá, bem no meio de tudo. Sentada no banco, ouvindo suas músicas preferidas, usando óculos escuros porque a luz …

+ Ler mais