Quem ser(ia)?

Eu queria ser uma boneca. Muda, imóvel e graciosa. Contudo, nem a boneca com sua bela paralisia seria capaz de permanecer intacta diante das destrutivas palavras que jorram de seus lábios. Logo, pensei em ser gato. Misterioso, independente e ágil. Entretanto, nem o gato com sua enigmática agilidade seria capaz de desviar das flechas e […]